quinta-feira, 2 de agosto de 2012

O espelho quebrado


Um fato a se destacar é que vivemos diante de um espelho quebrado. A nossa verdadeira imagem sempre se encontra paralela à realidade em que vivemos, sendo distorcida pelas figuras geométricas de um vidro que reflete nada mais do que a realidade que gostaríamos de ser, e não o que verdadeiramente somos. Cada forma quebrada, como um mosaico, é um espaço para a característica individual, sendo assim, a importância diante do pensamento dos outros é derivada do tamanho de cada peça.
A conseqüência disso é a obsessão em juntar os pedaços e formar uma imagem perfeita diante dos outros, e esse se torna o ponto de partida para a sociedade da representação. Aceitar as situações, e não mudá-las cairia perfeitamente em um penhasco azul e pálido.
Não junte os cacos. Crie um espelho novo baseado nas perspectivas e sonhos, e faça o seu caráter paralelo aos seus reais valores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário